Free Web Site Counter
Free Counter

quinta-feira, setembro 11, 2008

Descarga poluente mata milhares de peixes no rio Alviela 09.09.2008

Descarga poluente mata milhares de peixes no rio Alviela
09.09.2008 - 11h25 Lusa, PÚBLICO

Uma descarga poluente detectada ontem na freguesia de Vaqueiros, Santarém, matou milhares de peixes no rio Alviela. A autarquia acusa a estação de tratamento de águas residuais (Etar) de Alcanena de estar na origem da poluição.

Ao início da tarde de ontem, centenas de peixes começaram a aparecer com sinais de falta de oxigénio, contou Firmino Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de Vaqueiros. "É um inferno assistir a este agonizar dos peixes", afirmou.

Poucas horas depois de detectada, a água de cor turva abrangia vários quilómetros, disse Firmino Oliveira, citado pelo “Jornal de Notícias”.

No local estiveram dois elementos do Sepna, o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR.

A fonte poluidora ainda não foi identificada. Mas Firmino Oliveira aponta culpas à Etar de Alcanena, uma vez que “não há pecuárias a montante da freguesia e o forte cheiro que se sente é a crómio”...

No Publico online: Publico online








No dia 9 de Setembro de 2008 estive la, realmente é incrivel que não deem condições aos GNR-SEPNA para fazerem um melhor trabalho, pois assim a sua actuaçao é mais do que limitada. Fui lá com técnicos da CMS para ajudar a recolher peixes mortos e mudar peixes em dificuldades para locais onde a água estava limpa, por serem braços do rio que formaram charcos.
A populaçao está desolada, pois gostam do seu rio e os peixes às vezes servem de entretem para umas pescarias, e são a prova viva de que o rio pode ser um sistema vivo desde que respeitado, no entanto... é como se vê. Uma burocracia do caraças para recolher amostras (válidas como prova), e as cenas do costume... é o País do faz de conta...

vale a boa vontade de funcionarios de Câmara e de Junta que vão para o rio sem que seja esta a sua competência, mas que vão para ali mesmo com recursos limitados, vale a vontade dos populares e pescadores e outras pessoas que transferiram peixes vivos para afluentes próximos e tanques para posterior reintrodução... quase de certeza que os responsaveis pelas descargas nem sentirão o peso da lei, nem multas.

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home